domingo, 18 de janeiro de 2009

Indecisões e roupas brancas.


-

Hoje, dia 18 de janeiro, fiz a segunda etapa da prova da Universidade Federal do Maranhão para o curso de odontologia. Os mais próximos a mim sabem que estou fazendo outro curso na estadual, Medicina Veterinária. Fiz o vestibular para Medicina Veterinária mesmo só para 'testar conhecimentos', para ver o que estava 'arquivado' - como diz Paulo Prado - na minha cabeça. Confesso que nunca foi meu objetivo-mor fazer esse curso. Pensava: "Eu que vou querer cuidar de cachorro pirento? NUNCAAA!" Desde os meus 12 anos eu não conseguia me imaginarfazendo outra coisa senão dentista.

Usar roupas brancas e jaleco sempre mexeu comigo.

Minha mãe, a princípio, absorveu minha decisão com um pouco de receio. Perguntou se eu não tinha outra coisa em mente, por que odonto era um curso que requer muito dinheiro etc. Mas com o passar do tempo, ela foi analisando e percebeu que odonto poderia garantir um futuro promissor para mim e passou a apoiar-me como ninguém. Apoiou tanto que me pôs no pré-vestibular mais caro de SL para garantir minha aprovação. E por mais deprimente que seja para alguns, eu acho uma profissão linda e não sou do tipo 'estudante que não passou pra Medicina e resolveu cursar odonto, enfermagem ou farmácia'. Muito pelo contrário, sempre foi meu sonho cursar Odontologia. Foi, até outro dia.

Com os conhecimentos que adquiri cursando Medicina Veterinária, hoje posso ver que não se trata somente de 'tratar de cachorro pirento'. Há uma abrangência de áreas onde o Veterinário pode atuar que não está nas escrituras! Mesmo no primeiro período do curso, senti uma grande afinidade pelo mesmo. É um curso, indubitávelmente, belíssimo! As pessoas que nele conheci são maravilhosas... nos dias em que só há aula de cadeiras não interessantes, disponho-me a ir à UEMA só para conversar com a galera. Sabe, é bom de vez em quando não ter aula, ou esperar horrores para que o RU finalmente abra ou então agir como 'menino do buchão' e catar todo e qualquer jambo que esteja pendurado nos galhos. Esses três meses foram pouco tempo, mas o suficiente para me colocar em dúvida sobre meu futuro, sobre minhas escolhas...


Sei perfeitamente que muita gente não aprova que eu esteja fazendo esse curso e acha que o melhor que eu faria era largá-lo e estudar para a UFMA. Minha própria mãe, por exemplo, é uma dessas pessoas. Eu sei que ela não ficou muito feliz com minha decisão de cursar Veterinária e sei que ela fica toda radiante com qualquer possibilidade que eu ingresse na UFMA, mas com o tempo ela acostuma, caso eu não passe nesse vestibular. " - Mãe, eu passei no vestibular! eu passei, mãe! - Foi minha filha? Parabéns! Mas tu vai esperar pra passaar na UFMA também, né?! - Mãe, eu acho que vou cursar Veterinária... - Minha filha, mas... e odonto?" Foi inevitável sentir o desapontamento da parte dela, ao mesmo tempo que sentia orgulho em saber que a filhinha do coraçãozinho dela era capaz de passar em uma universidade pública. Mas eu não esqueco nunca na minha vida a cara que ela fez quando eu mostrei meu jaleco todo bordado. Ela sorriu! Um riso meio amarelo, é verdade, mas pude perceber lágrimas se formando e o orgulho estapado em seu rosto. "Parabéns, minha filha. Você merece!"

Some-se a isso alguns comentários que já ouvi em relação ao meu pai. Como muitos sabem, ele tinha fazenda e essa sempre fora a atividade dele. Quando nós éramos crianças, Junior e eu íamos buscar as vacas à cavalo na solta e sempre tive muito contato com animais. Vez ou outra, passava algum conhecido por nós e gritava: "Ê vaqueira do Liberato!" E também, durante poucos anos, toda sexta-feira papai ia nos buscar no colégio à cavalo e todo mundo ficava olhando, achando o máximo. E sem contar os gurizinhos que ficavam dizendo: "Pai, por que você não vem me pegar de cavalo?" Hahahaha... 'só noizii!' Sim, voltando ao planeta Marta Borges... Um monte de gente já me disse "Seu pai ficaria feliz em te ver seguindo os passos dele" ou "Nossa! Sr. Liberato deve estar muito orgulhoso em te ver assim" Blábláblá... Eu gosto de ouvir isso... ;)

Fica difícil decidir uma coisa assim tão importante e, sobretudo, essencial na vida de uma pessoa que é a escolha da profissão. Mas isso é uma decisão que cabe somente a mim, afinal, sou eu quem irá trabalhar, quem irá administrar meu próprio dinheiro e quem se sentirá feliz ou não com isso. Medicina Veterinária ou Odontologia são cursos que me chamam a atenção. Um ou outro, sei que poderei me realizarei como pessoa e que posso ganhar um nome com isso. Sem contar que tanto um quanto o outro eu vou poder usar roupas brancas...

-




4 comentários:

she disse...

Hahah... Claro que o primeiro comentário tinha que ser MEU !
POis é Marta Laura, depois de quase intermináveis 10 minutos consegui acabar de lê isso... E fiz uma exclamação (CARALHO TU FALA PÁ PORRA !!)continuando meu raciocínio, pois é parece inacreditável mas eu li tudo, descobri algumas pérolas que realmente merecem um comentario, por exemplo: "como diz Paulo Prado - na minha cabeça. " POrra Marta Paulo Prado? Como tu tem coragem de falar dele ? depois que ele pertubou a vida da gente por um ano no Batista, depois que ele cansou de me botar pra fora de sala ... ( Eu ate que achava isso bom ) + enfim, fala sério ... ¬¬'
"Usar roupas brancas e jaleco sempre mexeu comigo." Isso ate me faz rir ... Você deve voltar sujinha depois da aula, não minta para os seus amigos internautas, eu seii que tu nunca foi um exemplo de limpeza ... haha...
"agir como 'menino do buchão' e catar todo e qualquer jambo que esteja pendurado nos galhos." A pessoa saí do interior + o interior não sai de dentro dela ... ( Ui que coisa filosofica)"E também, durante poucos anos, toda sexta-feira papai ia nos buscar no colégio à cavalo e todo mundo ficava olhando, achando o máximo." Hahhahahhahahhaha... ate hoje me acabo de rir com isso, e eu reclamava pq eu ia de ônibus...
É né, tenho que falar que teu texto mostra um pouco de indecisão, + eu acho que isso é bem normal, eu brigo aqui faço o pânico, por causa do meu curso + nem sei oq realmente quero fazer ... Acho que estive presento nos melhores e piores momentos da sua vida.
E digo não me importo com o curso que você vai fazer, acho realmente que vc tem que fazer oq achar melhor e não deixar ninguém decidir oq é melhor pra você ... Eu vou sempre tá aqui, que nem em um casamento na alegria e na tristeza na saúde e na doença na riqueza e na pobreza ( + isso é só um detalhe seremos todos ricos) e ate que a morte nos separe ...
Beijo Shenara ( Vulgarmente apelidada de Sheik Sheik )

stef disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
stef disse...

Ô, Martinha... Mas tu é muito fofa mesmo... Faça o curso q tu quiser, eu não sou a pessoa mais decidida do mundo, mas sempre soube q o melhor mesmo é não chegar no final do curso pensando q não era aquilo q tu realmente queria. Não se importe com comentários maldosos (como o seu ao ingressar em med. vet.), um bom profissional é sempre reconhecido, seja qual for a sua área e não duvido q vc seja uma das melhores ou mesmo a melhor... Cuidando dos dentes ou "curando de bicho pirento". Conte sempre com o meu apoio pra qualquer decisão sua... Bjo

HERNANDES disse...

Marta eu sempre soube q vc era uma pessoa muito especial!!Se nao fosse isso eu nunca teria falado com vc naquele dia no cursim dizendo:"o q foi? nao gosta da aula do Sena?!"
apartir daquele momento nascia um grande e lindo amor(não o "amor" q as menina falavam), uma bela amisade, e sempre soube q vc seria capaz d tal feito, q foi passar na UEMA e apos 6 meses sem estudar os assuntos referantes ao vestibular vei a ser aprovada na UFMA. Para mim, q sou seu amigo fico feliz d te ver assim tão bem e d poder dizer q tenho uma amiga q é "FERAA" como dizia Laudelino!!!hahahaha...
E qualquer decisão bem pensada q vc venha a tomar sem qualquer precipitação será a melhor. Tomando o seu ponto d vista e esquecando os outros, pois como vc mesma disse é vc qm vai trabalha, e administrar os lucros!!!
bjao minha migona "FERAA"!!!!
AMO TE CURURU!!
SAUDADE!!